SBPC convoca toda a comunidade científica a participar do tuitaço em defesa do FNDCT hoje


Com a #cienciasalva, o tuitaço começa às 20h desta terça-feira. Veja como participar e ajude a salvar a principal fonte de financiamento à ciência e tecnologia do País!

Cientistas de todo o País se mobilizam pela liberação dos recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) na campanha “Ciência Salva”. Nesta terça-feira, às 20h, será realizado um grande tuitaço com a #ciênciasalva, para que a reivindicação chegue aos trending topics e possa sensibilizar os parlamentares da Câmara e do Senado para derrubarem os vetos do presidente Jair Bolsonaro na Lei Complementar nº 177, sancionada em 12 de janeiro de 2021, sobre os recursos FNDCT. A Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) convoca toda a comunidade científica, seus sócios e sociedades afiliadas, apoiadores e amigos da ciência a participar desta mobilização virtual em defesa do FNDCT hoje.

O tuitaço também convida toda a população a assinar a petição pela derrubada dos vetos, em https://www.change.org/FNDCTsemvetos.

Já ouviu falar do FNDCT? Você nem imagina como ele é importante para a sua vida.

A mobilização em defesa dos recursos do FNDCT teve início com o lançamento, no dia 26 de janeiro, pela Iniciativa para Ciência e Tecnologia no Parlamento (ICTP.br), a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), a Academia Brasileira de Ciências (ABC) e mais de 90 entidades científicas, acadêmicas e tecnológicas de todo o País, do abaixo-assinado pela liberação dos recursos desta que é a principal fonte de financiamento da CT&I no País. A petição já recebeu mais de 80 mil assinaturas. O objetivo é chegar a 1 milhão de assinantes, para ser entregue a senadores e deputados, que revisarão os vetos ao projeto.

COMO PARTICIPAR DO TUITAÇO

O tuitaço funcionará da seguinte forma: partir das 20h00 todos os apoiadores podem começar a postar conteúdos no Twitter em defesa do FNDCT e da ciência, incluindo o link para o abaixo-assinado (https://www.change.org/FNDCTsemvetos), um depoimento pessoal – em vídeo, texto, por exemplo. O mais importante é incluir sempre a #cienciasalva nos posts.

Vale ainda retuitar conteúdo alheio. Só não funciona usar emojis ou a hashtag sozinhos. Precisa ter algum conteúdo além dela.

Não há limite de postagens. Quanto mais tuítes, maior será o impacto da ação conjunta.

No site da campanha, https://cienciasalva.org/ , tem uma lista com os endereços de deputados e senadores no Twitter. Os participantes do tuitaço também são incentivados a marcar esses parlamentares em seus posts, bem como a @ABCiencias e a @SBPCnet, entidades organizadoras do movimento.

O QUE É O FNDCT?

O FNDCT é a principal fonte de financiamento de infraestruturas que permitem o desenvolvimento de ciência e tecnologias de ponta no País. O fundo está por trás das bancadas de laboratórios e pagamento de bolsas a pesquisadores até equipamentos complexos para possibilitar pesquisas inovadoras no País. Entre os exemplos de maior destaque, estão a mais alta estrutura da América Latina, o Observatório de Torre Alta da Amazônia; um dos maiores supercomputadores do mundo, o Santos Dumont, no Rio de Janeiro; e o gigantesco acelerador de partículas, o Sirius, no CNPEM, em Campinas.

O financiamento à ciência brasileira, por meio do FNDCT, é fundamental para que o Brasil possa desenvolver tecnologias e conhecimentos que promovam o bem-estar de todos, desde celulares, assistência médica, energia médica, construção de moradias populares, entre tantos exemplos.

No entanto, em cinco anos, mais de 12 bilhões de reais arrecadados para o FNDCT foram desviados para a reserva de contingência. Em 2020, senadores e deputados aprovaram por maioria absoluta o PLP 135/2020, que prevê a liberação desses recursos do FNDCT. Mas quando o projeto foi sancionado, a Presidência da República vetou dois artigos importantes que afetam diretamente a destinação dessa verba para a atividade científica no País. Se os vetos ao projeto de lei não forem derrubados, quase R$ 5 bilhões deixarão de ser investidos em CT&I no Brasil somente neste ano de 2021.

E como consequência, pesquisas e projetos serão paralisados, a economia será severamente afetada, bem como a vida de todos os brasileiros, já que todos nós dependemos de ciência, tecnologia e inovação.

Precisamos demonstrar nosso apoio aos parlamentares para que derrubem esses vetos. Como fazer isso?

1) Enviando e-mail aos 71 senadores e 385 deputados que votaram favoráveis ao projeto de lei (veja aqui a lista dos parlamentares e modelos de mensagens);

2) Assinando a petição online pela liberação total dos recursos do FNDCT, disponível neste link;

3) Participando do tuitaço nesta terça-feira, 9 de fevereiro, às 20h, com a #cienciasalva

Apoia esta campanha! A ciência salva! Salve a ciência!

Entenda mais sobre o FNDCT e a campanha Ciência Salva neste vídeo.

Fonte: Shttp://portal.sbpcnet.org.br/BPC

Categorias:NotíciasTags:, , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: