Bem vindo, bem vinda!

Olá, sou Paulo Carrano, professor Associado I da Faculdade de Educação da Universidade Federal Fluminense. Atuo como professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação (Mestrado e Doutorado) da UFF.  Coordeno o Grupo de Pesquisa Observatório Jovem do Rio de Janeiro/UFF e fui Primeiro Secretário da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd) entre  – 2015/2017 e Segundo Secretário no biênio 2013-2015. Torço pelo América do Rio de Janeiro e meu segundo time é o Flamengo. Sou de esquerda – socialista democrático – e faço parte daquele “pessoal dos Direitos Humanos”.

Aqui você encontrará textos meus (artigos acadêmicos e de opinião), fotografias, documentários, sugestões de leituras e outras produções e páginas que considero interessantes compartilhar. Os assuntos recorrentes são os jovens, as juventudes, a Educação em seu sentido amplo e a escola pública, especialmente, os níveis médio e universitário.  Tenho grande interesse pela sociologia da imagem, fotografia e filmes documentários. Socializo aqui o que considero relevante e dialogo com quem for de diálogo. Estou também no Twitter: @P_Carrano e Instagram: paulo_carranoretratodeestudante

Comente os posts para seguirmos a conversa.

Abraços,

Paulo Carrano

Acesse meu currículo Lattesperfil no Google Acadêmico

24 comentários

    1. Fico feliz que tenha gostado do Blog. O Facebook também tem feito estrago por aqui e nã tenho alimentado o Blog como gostaria.
      Segue links para trabalhos que tratam das mulheres na EJA.
      Abraços, P. Carrano

      A Mulher Na EJA – Uma Análise Da ‘Diferença’ Na Educação De Jovens E Adultos Do
      Município Do Rio De Janeiro

      http://www.fazendogenero.ufsc.br/7/artigos/R/Raquel_de_Almeida_Silva_58.pdf


      ALUNA DA EJA: QUEM É ESSA MULHER?

      http://itaporanga.net/genero/gt1/38.pdf

      Curtir

  1. Trabalho como Orientadora Educacional na Escola Sesc de Ensino Médio, na Barra da Tijuca. Como o tema do ano de 2013 na escola será Juventude, eu busquei seu Blog para ler suas sugestões. Adorei e montarei um projeto de pesquisa com os jovens de todo o Brasil que lá estão. Quem sabe poderei contribuir com seu laboratório.
    Solange Castellano

    Curtir

  2. Boa tarde professor, estou escrevendo minha monografia sobre os jovens na EJA. Vc tem como me auxiliar na busca de dados que comprovem ou não o aumento dos mesmos na Eja. Desde já agradeço!! Párabéns pelo Blog!!

    Curtir

  3. Caro professor,

    Fiquei feliz em encontrar seu blog …

    Pesquiso sobre ensino médio em um IF’s e suas especificidades – ensino integrado e em tempo integral. Minha proposta é discutir possibilidade de uma experiencia compartilhada entre jovens e adultos. Como referencial tenho utilizado Hannah Arendt, Walter Benjamin, Carrano entre outros.

    Caso possa compartilhar indicações relativas ao exposto, agradeço imensamente.

    Curtir

  4. Oi professor Carrano.
    Seu blog está excelente! Estou gostando bastante das suas últimas publicações (não que eu desgostasse das anteriores). Gosto muitíssimo quando é o senhor escrever as matérias e textos no seu blog, até porque saem muito bons. Achei bacana também a sugestões de filmes para se pensar a questão da redução da maioridade no Brasil que é um assunto que está bastante em pauta. Visitando sempre o blog e adorando tudo! Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

  5. Sou aluna do Professor Carrano, e além de ter a oportunidade de aprender muito em sala de aula, tenho aprendido bastante neste espaço também. Minha monografia tem esta característica de escuta do outro, e nesta minha primeira experiência de pesquisa, este blog tem me orienta bastante com bibliografias e exemplos de pesquisas e escuta. Ainda fico aflita em fazer as entrevistas, porém a mesma, se torna também muito prazerosa pois tenho muito apoio. Abraços
    !

    Curtido por 1 pessoa

  6. Boa tarde Professor:
    Fiquei vislumbrado ao tomar conhecimento de seu blog. Sou grande apreciador de nossa cultura popular, por isso gostaria de saber se existe algum documentário desse repertório folclórico (principalmente a dança da Mana Chica) disponível em DVD e, em caso afirmativo, onde o como poderia adquiri-lo.
    Desde já, muito obrigado.
    Att.
    João Bittencourt (Rio de Janeiro)

    Curtir

  7. Olá professor Paulo. Tudo bem? Acabei de assistir a uma palestra sua na Escola Sesc de Ensino Médio e fiquei muito interessada em duas referências bibliográficas que você citou. Uma foi “JUNTOS: OS RITUAIS, OS PRAZERES, E A COOPERAÇÃO” do Richard Sennett. Confirma? O outro livro eu entendi como sendo “A história do comum”. Seria isso mesmo? Não localizo nada no google com esse título. Entendi corretamente? Se puder me ajudar…

    Curtir

    1. Olá, Viviane! O primeiro livro é este mesmo, “Junto..” do R. Sennett. O outro é “COMUN: ENSAYO SOBRE LA REVOLUCION EN EL S. XXI”. CHRISTIAN LAVAL; PIERRE DARDOT , GEDISA, 2015.
      Até onde sei este último livro não tem publicação no Brasil. Adquiri o meu como e-book pelo site da livraria Cultura. Segue o link: http://www.livrariacultura.com.br
      Abraços!

      Curtir

  8. Boa tarde Prof. Sou Júlio Omar, professor de matemática em Macaé e estudioso das relações étnico raciais. Gostaria de saber se periferia seria um sinônimo de classe popular quando penso em: Juventude negra e escola pública de periferia: os últimos anos do fundamental, quais as perspectivas? Que será meu objeto de estudos.

    Curtir

  9. Olá professor! Gostaria de agradecer por você existir, por ser pesquisador das juventudes e por compartilhar seus saberes. Seu blog e o observatório jovem muito contribuíram para meus estudos. Estou quase finalizando o mestrado em educação profissional (Profept) no Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) e como produto educacional desenvolvi um blog junto com alguns alunos durante a investigação de campo. se puder dar uma olhadinha ficarei muito lisonjeada! https://www.cotidianosjuvenis.school.blog

    Curtir

  10. Olá, Professor!
    No seu livro “Juventudes e cidades educadoras” é exposto a incorporação das práticas sociais nas cidades ao conceito de educação. “Fatos sociais educativos” (pg 20).
    Acerca do conceito de “Cidade educadora” teria mais referências?
    O seu livro tem ajudado muito no meu trabalho de pesquisa.
    Desde já, obrigado.

    Curtir

    1. Olá, Ceiça! Fico feliz com este seu retorno sobre a importância do meu livro Juventudes e Cidades Educadoras. A noção de “cidade educadora” com a qual trabalho está relacionada com as múltiplas possibilidades de uma cidade produzir encontros humanos significativos ancorados na diferença e na pluralidade democrática que permite que indivíduos e distintos grupos se reconheçam como habitantes de territórios que podem ser diversos mas são comuns na busca da vida boa para todos. Tendo isso em mente você encontrará muitas referências com as quais dialogar. De toda forma, alguém que foi inspiradora para mim foi a professora, amiga, e pesquisadora do espaço urbano, Ana Clara Torres Ribeiro (IPPUR/UFRJ). Dá um google que você encontrará referências. Abraços!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s